AGENDA


OFICINAS DE FÉRIAS

QUI 14, 21 e 28 de janeiro, das 14h às 16h

Oficinas presenciais para experimentar diferentes formas de relação com a arte e com a cultura. Em razão da pandemia, não haverá compartilhamento de materiais entre os participantes.

Oficina de crítica de arte, com Lais Daflon
Faixa etária: 12 a 16 anos
Vagas: 8 jovens, acompanhados por um responsável cada 

Esta oficina tem o objetivo de apresentar aos adolescentes a crítica de arte e incentivá-los a criarem seus discursos sobre obras do acervo do museu presentes na exposição Realce. A partir da observação e comentários, os participantes irão criar um mapa visual de palavras-chave sobre a obra, o artista e a exposição. Esse mapa será usado para formar discursos sobre a obra e sua relação com outras obras presentes na exposição. Ao final, teremos como resultado textos curtos com os diferentes olhares dos participantes a partir de uma atitude crítica.

Agendar atividade.

SABERES DA MANGUEIRA

[curadoria de Leandro Vieira]

SEX 8, 15, 22 e 29 jan, das 14h às 16h
Faixa etária: a partir de 16 anos
Vagas: 14 cada

Na interface com a exposição Hélio Oiticica: a dança na minha experiência, todas as sextas-feiras do mês de janeiro mestres e artistas dos diferentes saberes que constituem a Estação Primeira de Mangueira farão oficinas nas quais compartilharão diferentes aspectos desenvolvidos pela escola de samba.

SEX 8 Jan
Oficina de passista
Com Evelyn Bastos (rainha de Bateria da Mangueira) 

SEX 15 jan
Oficina de instrumentos de percussão
Com Wesley Assumpção (mestre de Bateria da Mangueira) 

SEX 22 Jan
Oficina de mestre-sala e porta-bandeira
Com Squel Jorgea e Matheus Olivério (porta-bandeira e mestre-sala da Mangueira).

SEX 29 Jan
Oficina de passista
Com Evelyn Bastos (rainha de Bateria da Mangueira).

Leia mais informações sobre as oficinas Saberes da Mangueira

ZONA ABERTA

9 e 30 de janeiro – 14h às 16h
Pilotis do MAM

Ateliê móvel que propõe atividades e práticas artístico-pedagógicas nos jardins e demais áreas externas do MAM Rio. Visa a integração e participação de grupos e pessoas que frequentam o Aterro do Flamengo, a partir de diferentes formas de vivenciar, conviver e se apropriar do museu.

SÁB 9 jan
Criar um livro de instruções, com Antonio Amador 
Faixa etária: Para todas as idades 

Um conjunto de instruções são apresentadas. Como lavar as mãos? Como subir uma escada? Como pular 30 centímetros? Como fazer uma instrução? Convidamos os públicos a elaborar e realizar instruções, para compor um livro construído coletivamente. 

SÁB 30 jan
O breaking ensina… Daniel de Oliveira encontra Maurício Ibz 

Faixa etária: todas as idades

Essa oficina propõe introduzir  aos públicos os primeiros passos na prática do breaking. Através da consciência corporal e o trabalho do movimento com a respiração, seremos levados pelo ritmo e pela música para as noções básicas da modalidade.

Agendar atividade.

ACESSIBILIDADE EM DIÁLOGO

16/01 – Hélio Oiticica: a dança na minha experiência, com Johnny “Surdinho” Souza e Luís Henrique Peregrino
15h às 17h
Faixa etária: a partir de 10 anos 
Bloco Expositivo

Dois dançarinos que exploram diferentes sensorialidades no fazer da dança dialogam diante da obra de Hélio Oiticica. Jhonny “Surdinho” Souza, Instrutor e Coreógrafo da Empresa FitDance, Artista DEF e Personagem do Projeto “Surdos Que Ouvem”. Luís Henrique Peregrino, integrante do grupo de dança Corpo em Movimento, da ANDEF.

Agendar atividade. Distribuição de pulseira, na bilheteria, com 30 minutos de antecedência.

ACERVO EM FOCO

Sábado, dia 23 jan, 14h
Bólide B 33 caixa 18 “Homenagem a Cara de Cavalo” de Hélio Oiticica, por Shion Lucas 
Faixa etária: a partir de 18 anos
Local: Bloco Expositivo – Exposição Realce

O acervo em foco é uma roda de conversa em torno das obras que integram o acervo do MAM, suas singularidades, contextos de produção e relevância na coleção deste museu. No mês de janeiro dialogaremos sobre a obra Bólide B 33 caixa 18 “Homenagem a Cara de Cavalo” de Hélio Oiticica, do artista Hélio Oiticica, que integra a exposição “Hélio Oiticica: A dança na minha experiência”.

12 vagas – Distribuição de pulseira 30 minutos antes da ação.

PARA FAZER EM CASA

Oficinas online para crianças de todas as idades. Vídeos nos quais artistas e educadores propõem atividades para serem realizadas em casa, disponível em www.vimeo.com/mamrio e divulgadas em redes sociais.

A partir de QUA 13 jan
Oficina de Micro-espaços, com Ana Paula Oliveira
Em um recipiente de vidro, a oficina propõe uma composição de um micro-espaço com elementos como pedras, terras, mudinhas verdes e um objeto pequenino para dar a noção de escala.

A partir de QUA 20 jan
O equilíbrio das formas, com Pequeno Lab
A oficina propõe a construção de um móbile caseiro, investigando as forças e equilíbrios de materiais como linha, arame e papel.

A partir de QUA 27 jan 
Escultura de sabão, com Prili
Você já pensou que quando lavamos as mãos é quase como se estivéssemos esculpindo o sabonete? Mas o que é possível criar com uma barra de sabão? Uma casa, um dinossauro, um inseto, talvez? Para criar sua escultura de sabão, você vai precisar apenas de três itens: um pouco de água, uma barra de sabão e uma colher. 


VISITAS PETROBRAS

03, 10, 17, 24 e 21 de Janeiro
10h30, 13h30 e 15h
Espaço: Bloco Expositivo
Faixa etária: todas as idades

Aos domingos, oferecemos visitas realizadas por educadores que irão dialogar, compartilhar e trocar com os públicos olhares, leituras e significados em torno das produções, práticas e trajetórias artísticas das exposições do MAM. Devido às medidas de higiene necessárias à mitigação da Covid-19, será necessário pré-agendar a visita pelo site.

Devido às medidas de higiene necessárias à mitigação da Covid-19, será necessário pré-agendar a visita em www.mam.rio/ingressos. Capacidade: 8 pessoas por horário. 

10h30 – Hélio Oiticica – A visita sugere um diálogo sobre a produção e trajetória de Hélio Oiticica através das exposições Cosmococa – Programa in Progress e Hélio Oiticica: a dança na minha experiência.

13h30 – Uma volta pelas exposições – A visita propõe uma visão panorâmica da programação com uma volta pelas exposições em cartaz instigando relações de contrastes e aproximações a partir da reflexão: o que pode ser um museu?

15h – Acervo MAM  – Visita à exposição Realce que apresenta o acervo do MAM Rio sob um novo olhar curatorial, desta vez, com a reabertura das vidraças que trazem novamente luz natural ao espaço do museu.  

Agendar visita

Percursos no MAM

Quintas e sextas-feiras, às 10h e 11h30
Valor único: R$ 360 para até 8 pessoas
Mediação em português ou inglês
Estacionamento incluso
Local: Bloco de Exposições

Percursos no MAM é uma visita especial para grupos fechados, que abre uma possibilidade de encontros no museu de forma segura e atrativa durante a pandemia. As pessoas poderão montar um grupo de seu relacionamento que terá acesso exclusivo às exposições do museu, antes do horário da abertura para o público. 

Mediante agendamento prévio e ingresso de valor diferenciado, o grupo terá direito a reserva no estacionamento e acompanhamento de educadores, que irão propor circuitos de visitação a cada grupo a partir de um percurso previamente escolhido. Serão apenas duas sessões diárias, nas quintas e sextas-feiras, para grupos de até 8 pessoas, e seguirão todos os protocolos de segurança sanitária.

O grupo pode escolher uma entre as três opções de percurso:

Paisagens imaginantes –  Como vemos e sentimos os lugares por onde passamos? A proposta da visita é fazer um percurso da paisagem que vemos na área externa do museu até as paisagens reais ou imaginadas, externas ou internas, presentes nas diversas exposições em cartaz.  

Hélio Oiticica e o MAM – Como pensar a obra de Hélio Oiticica a partir da relação com o museu? O percurso pela exposição Hélio Oiticica: a dança na minha experiência atravessa a obra de Hélio e sugere costuras entre as histórias do artista e do MAM, espaço que abrigou movimentos artísticos como o Grupo Frente em 1955, também composto por Hélio. No ano anterior, Hélio e seu irmão César Oiticica, adolescentes, haviam sido alunos de Ivan Serpa no Curso Livre de Pintura do MAM, quando a sede atual do museu ainda não existia.

Irmãos Campana – 35 Revoluções – Uma visita pela exposição que reúne projetos inéditos e instalações concebidos especialmente para o espaço do MAM, e uma ampla seleção de peças de design e algumas esculturas desenvolvidas ao longo das últimas décadas pelos designers Fernando e Humberto Campana.

Agendar visita



Acessibilidade | Fale conosco | Imprensa | Mapa do Site