AniMAM – Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

Desenhos de Pv Dias sobre foto aérea do museu feita com drone por Felipe Azevedo e foto dos Jardins do MAM

O terceiro filme da série de animações AniMAM apresenta ao público infantil o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e suas instalações à beira da Baía de Guanabara, na região central da cidade. Os desenhos e a animação são do artista paraense Pv Dias. A música é dos cariocas Rodrigo Maré e Pedro Guinu.

Este filme chama atenção para elementos arquitetônicos do museu, de autoria de Affonso Eduardo Reidy, e os Jardins do MAM, do paisagista Roberto Burle Marx. A animação reforça a noção de que um museu é construído coletivamente, com a visitação de públicos diversos.

Reidy (1909-1965) e Burle Marx (1909-1994) também trabalharam na criação do Parque do Flamengo, projetado em 1961. Na época em que o MAM foi criado e sua nova sede foi concebida, o conceito de museu estava em transformação. “Este deixou de ser um organismo passivo para assumir uma importante função educativa e um alto significado social”, nas palavras de Reidy.

A esposa de Reidy era a engenheira, urbanista e militante feminista Carmen Portinho (1903-2001), diretora executiva adjunta do MAM desde 1951, quando o museu estava instalado provisoriamente nos pilotis do edifício do então Ministério de Educação e Saúde.

A obra da nova sede do MAM teve início em dezembro de 1954. Carmen foi a única mulher entre mais de 450 trabalhadores e comandava todas as decisões referentes à construção.

À esq., foto de 1954 mostra trator no canteiro de obras do MAM; acima, desenho de Pv Dias para o AniMAM

O edifício foi construído em 14 quadros de concreto armado, espaçados de 10 em 10 metros. Concreto armado é uma técnica construtiva que usa barras de aço e concreto, que é uma mistura de cimento, brita (pedras) e água. Foram usados 2.500 metros cúbicos de concreto na obra, preparados manualmente num grande recipiente giratório conhecido como betoneira.

O projeto dos Jardins do MAM estava pronto em 1955. A inauguração do Bloco Escola foi em janeiro de 1958. O Bloco de Exposições foi aberto em 1967, dois anos depois da morte do arquiteto.

“Affonso Eduardo Reidy lutava por uma arquitetura social e econômica”,  disse Carmen Portinho ao livro sobre o arquiteto, de autoria de Nabil Bonduki. “Juntos, fizemos duas grandes obras, o Conjunto Residencial de Pedregulho e o Museu de Arte Moderna, que ele deixou inacabado e eu concluí. A construção do MAM foi um dos capítulos mais fascinantes da nossa vida profissional e, ao mesmo tempo, uma aventura a que todos nós envolveu.”

O edifício se tornou um ícone da arquitetura modernista internacional.

Desenhos de Pv Dias sobre fotos do Arquivo de Pesquisa e Documentação do Museu de Arte Moderna do Rio

O autor dos desenhos, Pv Dias, é artista, comunicólogo e mestrando em Ciências Sociais na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Foi aluno da Escola de Artes Visuais do Parque Lage e participou de exposições no Goethe Institut em Salvador e no Museu de Arte do Rio.

Rodrigo Maré é percussionista, ator e educador. Integra o grupo teatral carioca Cia Marginal e criou o projeto Panderolando Maré, com atividades musicais dentro do Conjunto de favelas da Maré, entre outros espaços. É educador no Parquinho Lage.

Pedro Guinu é tecladista, compositor e produtor musical no Rio de Janeiro. Tem dois discos: Guinu (2017) e Palagô (2020).

A série AniMAM é voltada ao público da primeira infância (0 a 6 anos). Traz conteúdos referentes à arte moderna, à arquitetura do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e à multiplicidade de seus acervos, e é patrocinada pela Petrobras, no programa Petrobras Cultural para Crianças.


Ficha técnica

Edição, animação e ilustração: PV Dias
Música: Rodrigo Maré (composição e percussão) e Pedro Guinu (composição, piano e voz)
Coro das crianças: Alice Odara Jorge, Enzo de Oliveira Andrade, Lyncolln Pontes Noronha


Link relacionados

Saiba mais sobre o edifício-sede do MAM Rio e os seus jardins
Conheça a história da MAM Rio


Outras animações da série AniMAM

Wanda Pimentel
Maria Martins



Acessibilidade | Fale conosco | Imprensa | Mapa do Site