11 de abril de 2019

Coleção Museu de Arte Moderna

Reúne o maior acervo de obras internacionais, além de importantes obras de artistas brasileiros. É formada a partir de doações pessoais, como a da coleção de Esther Emílio Carlos; e também de empresas, a exemplo da Petrobras, que permitiu a aquisição de importantes instalações de artistas brasileiros, e da White Martins, constituída majoritariamente por fotografias. A coleção conta hoje com cerca de 6.600 obras .

Coleção Gilberto Chateaubriand

Com cerca de 6.630 obras, é, dentre as coleções MAM Rio, a que nos permite formar um panorama quase completo da produção artística brasileira, desde o modernismo, passando pelas fortes transformações nas décadas de 1950, 1960 e 1970, até as mais recentes manifestações da produção contemporânea.

Coleção Joaquim Paiva

A única dedicada exclusivamente à fotografia. O conjunto de cerca de 1.840 obras de fotógrafos e artistas de diferentes gerações e nacionalidades revela um significativo panorama da história da fotografia, desde suas vertentes mais documentais até a presente era da imagem digital.

Arquivo de Artes Visuais

O Arquivo preserva, atualiza e divulga a documentação sobre as exposições do MAM Rio e de suas coleções, bem como fontes de informação sobre arte no século XX e XXI. Seus conjuntos documentais possuem cerca de 220 mil itens, sendo constituídos por documentos impressos, manuscritos, fotografias e cartazes sobre as exposições realizadas no museu, artistas que fazem parte de suas coleções e a construção de sua sede.